A habilitação PILOTO PRIVADO-AVIÃO (PP-A) constitui o primeiro degrau da carreira de piloto de avião e, mesmo com pouca experiência de vôo, em algum momento esse piloto poderá estar conduzindo uma aeronave em espaço aéreo de tráfego intenso, como poderá também vir a operar em aeroportos de grande movimento.

        É imprescindível não se perder de vista que a formação do piloto privado-avião deve ser tratada como uma preparação basilar para a ascensão aos demais níveis da carreira de piloto de avião, na medida em que o objetivo final para a maior parte dos candidatos que buscam obter esta licença é tornar-se profissional de carreira da indústria do transporte aéreo.

        Por se tratar, inquestionavelmente, de uma formação que será básica para os demais níveis da carreira de piloto de aeronaves, o curso “Piloto Privado-Avião” (curso de PP-A) foi concebido, basicamente, contendo duas partes – parte teórica ou instrução teórica e parte prática ou instrução prática, de modo a assegurar a plena capacidade para operar uma aeronave monomotora simples, em conformidade com as normas de segurança de vôo.

        Complementarmente, esse curso também visa oferecer condições para o contínuo desenvolvimento da pilotagem aérea, em razão da conhecida opção da maior parte dos candidatos, que manifestamente desejam seguir carreira profissional na aviação civil.

        Partindo dessas premissas, utilizaram-se como parâmetros basilares na concepção do curso em pauta os conhecimentos e a experiência mínima que necessariamente o piloto-aluno terá que adquirir para se tornar capaz de conduzir uma aeronave com segurança.

[prkwp_spacer size=”20″][vc_accordion][vc_accordion_tab title=”OBJETIVO GERAL”]

Em atendimento às exigências contidas no Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica 61 (RBHA 61) – “Licenças de Pilotos e de Instrutores de Vôo” e no Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica 141 (RBHA 141) – “Escolas de Aviação Civil”, o curso “Piloto Privado-Avião” visa fornecer os subsídios teóricos e práticos de que necessita um piloto privado
de avião para executar a pilotagem aérea com segurança e eficiência.

[/vc_accordion_tab][vc_accordion_tab title=”DOCUMENTOS NECESSÁRIOS”]

A matrícula do candidato estará condicionada à apresentação do resultado de inspeção médica realizada em órgão/entidade competente, indicando-o como apto, bem como à apresentação do que se segue:

a) Se o candidato é brasileiro:
  • Carteira de Identidade (maiores de 18 anos) ou Certidão de Nascimento (menores de 18 anos);
  • autorização do pai ou responsável para poder iniciar a parte prática do curso (ou instrução prática), se for menor de 18 anos ainda não emancipado;
  • certificado de conclusão do Ensino Fundamental;
  • Título de Eleitor;
  • CPF próprio (maiores de 18 anos) ou do seu responsável (menores de 18 anos);
  • Certificado de Capacidade Física (CCF) de 1ª ou de 2ª Classe;
  • comprovante de situação perante o Serviço Militar;
  • 02 (duas) fotografias de frente, em padrão oficial para uso em
  • documento de identificação; e
  • outros documentos que se façam necessários, a critério da escola.
b) Se o candidato é de nacionalidade estrangeira:
  • Ficha de Inscrição/Matrícula preenchida ou completada;
  • os mesmos documentos requeridos para os candidatos de nacionalidade brasileira, constantes da letra a, à exceção dos documentos constantes do primeiro, do quarto e do quinto item da letra a, os quais são dispensáveis; e
  • como documento de identificação pessoal, o passaporte original e cópias devidamente autenticadas das folhas desse documento que contenham os dados principais (fotografia, visto de permanência etc.) ou o Registro Nacional de Estrangeiro.
[/vc_accordion_tab][vc_accordion_tab title=”PLANO CURRICULAR”]

Eu sou um Bloco de Texto. Clique no botão editar para mudar este texto.

[prkwp_styled_title prk_in=”Curso Teórico” align=”Left” title_size=”Small” use_italic=”No” samba_show_line=”Yes”][prkwp_spacer size=”20″]

[wpdatatable id=1]

[prkwp_spacer size=”20″][prkwp_styled_title prk_in=”Curso Prático” align=”Left” title_size=”Small” use_italic=”No” samba_show_line=”Yes”]

A parte prática do curso compreende uma instrução terrestre e a prática de vôo e se inicia pela primeira

[/vc_accordion_tab][vc_accordion_tab title=”PROGRAMA DA INSTRUÇÃO TERRESTRE”]

A instrução terrestre constitui uma instrução de familiarização com a aeronave ou ground school. É uma instrução técnica sobre a aeronave adotada para a prática de vôo que, conforme está previsto na grade curricular, tem a duração de 5 (cinco) horas.
As cinco horas-aula previstas para a instrução terrestre poderão ser ampliadas em função da necessidade de melhorar o desempenho do aluno.

[/vc_accordion_tab][vc_accordion_tab title=”PROGRAMA DA PRÁTICA DE VÔO”]

A carga horária total da prática de vôo deverá ser de, no mínimo, 40 (quarenta) horas de vôo, obedecendo às seguintes fases:

  • Fase I – Pré-Solo – vinte horas
  • Fase II – Aperfeiçoamento – dez horas
  • Fase III – Navegação – dez horas
[/vc_accordion_tab][/vc_accordion]
[prkwp_styled_title prk_in=”DURAÇÃO” align=”Left” title_size=”Medium” use_italic=”No” samba_show_line=”Yes”]

Parte Teórica – Mínimo 277 horas
Parte Prática – Mínimo 40 horas